Documentário reúne expectativas de sul-africanos após a Copa 2010

0
Copa 2010 - Foto: Natalia da Luz
Copa 2010 – Foto: Natalia da Luz

Natalia da Luz e Douglas Oliveira – Por dentro da África 

Joanesburgo, África do Sul – Em 11 de junho de 2010, o continente africano realizou a primeira Copa do Mundo de sua história. Há exatamente 4 anos, a seleção da África do Sul, conhecida como Bafana Bafana, entrava em campo contra a equipe do México (1×1) no Soccer City, o principal palco do espetáculo da Copa 2010.

Para o maior evento já abrigado na África do Sul, o governo investiu cerca de 35 billhões de rands (cerca de 4,5 bilhões de dólares na época). Neste processo, mais de  400 mil empregos foram criados no país.

Em The Day After, documentário gravado em 2010, sul-africanos de classes sociais baixas falam sobre as suas expectativas para depois da “Copa do Mundo da África”. Apesar dos diferentes planos para o futuro próximo, no geral, o clima que tomava conta das ruas sul-africanas era de alegria, de euforia por sediar um evento que mexia diretamente com a auto-estima da maioria da população.

Com unanimidade, até os que se sentiram beneficiados durante a Copa do Mundo, mencionaram a distância entre o espetáculo nos gramados e o povo.

– Eu estou atrás de tudo isso. Não há chance para eu assistir aos jogos – disse Thabo, que trabalhou como motorista durante a Copa.  

– Os ingressos são muitos caros. Até há sul-africanos, mas todos ricos. Se você for lá fora, verá apenas pessoas ricas. Nós, pobres, vemos os jogos na TV. Eu só estou aqui porque estou trabalhando. Se não estivesse trabalhando, não estaria aqui… – disse Ellethe, que trabalhou na limpeza dos banheiros do Soccer City.

Em muitos áreas, por não ser permitido o uso de câmera profissional, as entrevistas foram gravadas com celulares e câmeras de bolso que, há quatro anos, tinham uma resolução bem inferior às imagens dos celulares de 2014. Alguns dos entrevistados preferiram que seus nomes não fossem revelados, mas concordaram em compartilhar seus sentimentos, opiniões, descontentamentos e esperança.

A poucas horas do jogo de abertura da Copa do Mundo no Brasil, Por dentro da África compartilha o documentário (licenciado para o Canal Futura e Documentary 24), dirigido por Natalia da Luz e Douglas Oliveira, com os leitores que ainda não assistiram ao material produzido (sem qualquer financiamento) enquanto os diretores trabalhavam como correspondentes na África do Sul.

CLIQUE AQUI PARA ASSISTIR

Por dentro da África