Jornal diz que jogadores da Argélia pretendem doar prêmio da Copa para Gaza. Seleção ainda não emitiu nota oficial sobre a intenção

0
  •  
  •  

Argélia na Copa – Divulgação

Por dentro da África 

(atualizado em 4 de julho) 

Rio – Após uma performance elogiada na Copa do Mundo 2014, a seleção da Argélia, que foi desclassificada nas oitavas de final, teria anunciado, nesta quarta-feira (segundo o jornal inglês The Independent), que pretenderia doar o prêmio recebido pela FIFA (no valor de US$9 milhões de dólares) aos palestinos da Faixa de Gaza. A notícia, no entando, ainda não foi oficialmente confirmada pela Confederação de Futebol da Argélia.

Pela primeira vez, o continente africano teve duas equipes como representantes nas oitavas de final. As seleções da Argélia e Nigéria jogaram na última segunda-feira e, apesar de desclassificadas, realizaram um feito inédito para o futebol da África. Nesta quarta-feira, os jogadores argelinos foram recebidos pela população na capital do país (Argel).

A Argélia é um país da África do Norte com cerca de 38 milhões de habitantes e partilha suas fronteiras com Tunísia, Líbia, Níger, Mali, Mauritânia, o território contestado do Saara Ocidental e Marrocos.

Nas outras três participações em Mundiais – 1982, 1986 e 2010 – a equipe da Argélia não conseguiu chegar às oitavas de final. A seleção, contudo, pode se orgulhar de um feito: foi o primeiro país africano a vencer uma partida em uma Copa do Mundo, quando superou a Alemanha Ocidental por 2 x 1 em 1982.

Nas Eliminatórias Africanas para 2014, a equipe enfrentou Burkina Faso no mata-mata decisivo: perdeu o primeiro jogo por 3 x 2, mas ganhou em casa por 1 x 0 e selou a classificação.

Alguns números 

  • Uma vez campeão da Copa das Nações Africanas (Argélia, 1990).
  • Uma vez Vice-Campeão da Copa das Nações Africanas (Nigéria, 1980).
  • Uma medalha de ouro nos Jogos Pan-Africanos (Argélia, 1978).
  • Uma vez Vice-Campeão do Campeonato Africano Sub-17 (Argélia, 2009)
  • Uma Medalha de Bronze nos Jogos Pan-Árabes (Marrocos, 1985)
  • Bicampeão da Copa Afro-Asiática de nações

Classificação: vitória sobre Burkina Faso nas Eliminatórias Africanas
Ranking da Fifa: 22º
Melhor resultado: fase de grupos (1982, 1986 e 2010)
Craque: Sofiane Feghouli
Técnico: Vahid Halilhodzic

Grupo H 

Jogos da primeira fase da Copa

17/06 – Argélia 1x 2Bélgica, em Belo Horizonte, às 13h

22/06 – Argélia 4×2 Coréia do Sul, em Porto Alegre, às 16h

26/06 – Argélia 1×1 Rússia, em Curitiba, às 17h

Oitavas (30/06) – Argélia 1x 2Alemanha (prorrogação), em Porto Alegre, às 17h 

A Faixa de Gaza (com informações do Brasil Escola) 

Faixa de Gaza é um território palestino composto por uma estreita faixa de terra localizada na costa oriental do Mar Mediterrâneo, no Oriente Médio, que faz fronteira com o Egito e Israel. O território tem 41 quilômetros de comprimento e apenas de 6 a 12 quilômetros de largura, com uma área total de 365 quilômetros quadrados.

gazaCom uma taxa de crescimento anual de cerca de 3,2%, a Faixa de Gaza tem a sétima maior taxa de crescimento demográfico do mundo, além de ser um dos territórios mais densamente povoados do planeta. A área sofre uma escassez crônica de água e praticamente não tem indústrias.

A região corresponde a um fragmento do território destinado à população árabe residente na Palestina, de acordo com a divisão proposta pela ONU na intitulada Partilha da Palestina no ano de 1947.

A Faixa de Gaza acabou sendo um palco para a demonstração de força do Estado de Israel frente às forças palestinas que buscavam a independência, o que também levou à formação de grupos extremistas que utilizaram o fundamentalismo religioso como forma de obter apoio das massas para a realização de atos terroristas, como por exemplo, o Hamas, que desde a sua fundação em 1987 tem utilizado Gaza como um de seus principais centros de organização, aproveitando também a situação de miséria social para perpetuar seus ideais e recrutar a população jovem e desprovida de perspectivas.

A tensão aumentou na região por conta do sequestro e assassinato de três jovens israelenses no mês passado. Nesta quinta-feira, o governo israelense posicionou tanques na fronteira com a Faixa de Gaza após uma noite de bombardeios que deixaram mais de 10 palestinos feridos.

Por dentro da África


  •  
  •