Economia de Uganda deve crescer cerca de 6%

0

A fruit and vegetable stand in Kampala – Banco Mundial

Com informações do Banco Mundial

A economia de Uganda se recuperou no último ano, com uma previsão de crescimento de 6,1%. O relatório, “Desenvolvendo o sistema agroalimentar para o crescimento econômico inclusivo”, afirma que o saldo positivo foi, em grande parte, impulsionado pela recuperação nos investimentos e exportações, no reforço do crédito ao setor privado e às boas condições climáticas.
 

O setor agrícola é responsável por mais da metade de todas as exportações e cerca de um quarto do produto interno bruto (PIB). Ele também emprega 70% da população predominantemente jovem do país. No entanto, o relatório desenvolvido pelo Banco Mundial aponta que a produção agrícola cresceu cerca de 2% ao ano nos últimos cinco anos, o que está bem abaixo da taxa de crescimento populacional e abaixo da taxa de crescimento de 3-5% em outros países da África Oriental

Para impulsionar a transformação do sistema agroalimentar de Uganda em direção ao acréscimo de valor e à criação de empregos, o relatório recomenda o fortalecimento da implementação e regulamentação de políticas, o aprimoramento da coordenação institucional e o incentivo à participação do setor privado.

* Com cerca de 35 milhões de habitantes, Uganda é um país sem ligação com o mar no leste da África. Faz fronteira com Quênia, Sudão do Sul, República Democrática do Congo, Ruanda e Tanzânia. Até 2005 a única língua oficial era o inglês, quando foi adicionada a língua suaíli, que é amplamente usada nos países próximos e no norte do país. Estão listadas 39 línguas africanas, dos grupos bantu e nilóticas, entre as quais, a mais falada (por cerca de 16% da população) é a língua “ganda” ou luganda, relativa ao principal grupo étnico deste país, os baganda. (Wikipedia)


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here