Economia: África Subsaariana apresenta recuperação do crescimento

0
  •  
  •  

Foto - Banco Mundial - Anita Indaba
Foto – Banco Mundial – Anita Indaba

Com informações do Banco Mundial

O crescimento econômico na África Subsaariana está se recuperando a um ritmo modesto, e deverá progredir de 1,3% em 2016 para 2,4% em 2017, de acordo com o relatório  Africa’s Pulse, realizado pelo Banco Mundial.

Essa recuperação é liderada pelas maiores economias da região como Nigéria e África do Sul. Melhorar as condições globais, incluindo o aumento dos preços de energia e metais e elevar as entradas de capital, podem apoiar a recuperação do crescimento regional.

Em países como Etiópia e Senegal, o crescimento permanece amplamente estável, apoiado por investimentos em infraestrutura e aumento da produção agrícola. Nos países exportadores de metais, o aumento da produção e do investimento no setor de mineração, em meio ao aumento dos preços dos metais, permitiu uma recuperação da atividade.

A inflação global diminuiu em toda a região em 2017, em meio a taxas de câmbio estáveis ​​e a desaceleração da inflação dos preços dos alimentos devido à maior produção de alimentos.

No futuro, a África subsaariana deverá ver um aumento moderado da atividade econômica, com crescimento aumentando para 3,2% em 2018 e 3,5% em 2019 à medida que os preços das commodities e a demanda doméstica cresça.

 


  •  
  •