Liberdade de Imprensa: Campanha pede liberdade de fotógrafo egípcio

0
  •  
  •  

Mahmoud Abou Zeid, conhecido como Shawkan – Foto de divulgação da Anistia Internacional

Com informações da Anistia Internacional

Mahmoud Abu Zeid, conhecido como Shawkan, estava cobrindo uma manifestação no dia 14 de agosto de 2013, no Cairo, Egito, quando a polícia e as Forcas Armadas foram combater o protesto mais violento na história recente do país. Na ocasião, mais de 1000 pessoas morreram em um único dia.

Quando a polícia descobriu que Shawkan era jornalista, ele foi preso e brutalmente agredido. Atualmente, ele está detido na conhecida Prisão de Tora, no Cairo.

Numa sessão recente em Tribunal, o jovem de 28 anos disse ao juiz: “Sou um fotojornalista, não um delinquente. A minha detenção por tempo indefinido é psicologicamente insuportável. Nem sequer animais sobreviveriam nestas condições”.

Assine a petição para fortalecer a campanha que pede liberdade a Shawkan 


  •  
  •