Podcast: Conflitualidade e segurança no continente africano

0
  •  
  •  

Por dentro da África

O Podcast Por Dentro de África está de volta com um novo episódio. O segundo desta nova temporada aborda a Conflitualidade e Segurança no Continente Africano, tema importante nos debates atuais. O nosso convidado é Luís Bernardino, Coronel no Exército Português com experiência militar em vários países africanos, professor doutor no Instituto Universitário Militar (IUM), em Lisboa, e investigador no CEI – Iscte na área de segurança e defesa internacional.

Ouça aqui:

Luís Bernardino destaca que o fenômeno da conflitualidade no continente africano é uma questão geopolítica complexa com várias causas internas e externas, já que a África enfrenta várias ameaças como o terrorismo, tráfico de armas e drogas, fragilidade de fronteiras, insegurança marítima, e a questão da pobreza. Esses problemas se intensificam com a inércia ou a ausência do papel dos Estados.

O especialista defende que soluções que garantam segurança devem ser encontradas a nível regional e dinamizadas por organizações internacionais como a União Africana (UA) e outras regionais como a SADC (Comunidade de Desenvolvimento da África Austral).

“A dinâmica não está nos Estados, são as organizações regionais africanas que, associadas entre si, têm a capacidade, elas próprias alocando meios, pessoas e recursos para manter a segurança nas regiões,” afirmou.

Segundo o professor, a conflitualidade no continente tem impacto na economia global, já que 50% do petróleo vem do Golfo da Guiné. O Canal do Suez é extremamente importante nas rotas comerciais marítimas e se essas dinâmicas são ameaçadas “há um impacto na economia global que envolve a participação de organizações como as Nações Unidas, a União Europeia e a NATO (OTAN) nesses conflitos.”

Leia também: A Defesa como Vector da Cooperação Político-Estratégica de Portugal em África. Contributos para uma Cooperação de Defesa

Para Bernardino, o desejável seria que os próprios africanos resolvessem os próprios conflitos, o que tem vindo a acontecer com mais frequência. Moçambique, por exemplo, optou por uma intervenção regional da SADC no Norte do país e Angola tem se mostrado cada vez mais capacitada na liderança de forças de manutenção de paz.

O especialista concorda que a cooperação multidisciplinar é fundamental para garantir a segurança e o desenvolvimento e que, a longo prazo, são as próximas gerações que poderão arquitetar essa paz e segurança.

Na entrevista ao podcast Por Dentro de África, o investigador português também coordenador do Núcleo de Portugal no Centro de Análise Estratégica da CPLP (Comunidade dos Países de Língua Portuguesa) salienta a cooperação na área da defesa desta organização que celebra 25 anos.

“A cooperação precisa acontecer em vários domínios, em particular, na capacitação das Forças Armadas desses países para a gestão de conflitos e do desenvolvimento”.

Ficha técnica do episódio
Ouça os episódios anteriores

Conheça o hotsite e a equipe

Professor Luís Bernardino

 


  •  
  •