UNESCO forma 24 correspondentes de rádios comunitárias da Tanzânia

0
  •  
  •  

Formação de jornalistas na Tanzânia - Foto da UNESCO
Formação de jornalistas na Tanzânia – Foto da UNESCO

Com informações da UNESCO

A UNESCO Dar es Salaam, na Tanzânia, organizou uma formação de cinco dias sobre capacitação de correspondentes das rádios comunitárias para lhes permitir conceber e produzir notícias e programas de qualidade sobre questões de interesse local.

Durante as aulas, o coordenador de Formação da UNESCO no âmbito do Projeto SDC, Getrude John, encorajou os jornalistas a considerar a ética da radiodifusão para que permaneçam seguros na indústria dos media.

“O desenvolvimento de capacidades é importante para aumentar a sua capacidade, especialmente na melhoria da sua forma de procurar, escrever, produzir e reportar histórias para as rádios locais”, insistiu ela.

Reconhecendo a importância do reforço das capacidades da UNESCO, Ennah Mbughi, jornalista da Ileje FM, afirmou que a formação reforçaria as suas capacidades e mudaria a sua forma de trabalhar. Ela lembrou que o workshop foi realizado no momento oportuno para uma maior cobertura dos programas de educação cívica antes das eleições gerais do próximo ano.

Do seu lado, Issa Maulale, um repórter da Ruangwa FM disse que a formação irá reforçar as suas capacidades jornalísticas, conhecimentos e profissionalismo, especialmente sobre como identificar histórias, fontes de notícias, apresentar fatos e manter a ética jornalística e jurídica.

“A maioria de nós, das rádios comunitárias, praticamos jornalismo sem formação formal em jornalismo”. Este curso irá capacitar-nos e reforçar as nossas competências, conhecimentos e profissionalismo”, disse o Sr. Maulale.

A UNESCO, através do projeto financiado pela Agência Suíça para o Desenvolvimento e Cooperação (SDC), “Empowering Local Radios with ICTs for the Promotion of Rural Citizens’ Participation in Democratic Discourse and Development”, apoia 25 rádios comunitárias, bem como a rede de meios de comunicação comunitários na Tanzânia (TADIO).

O apoio destina-se a assegurar que as pessoas na Tanzânia, especialmente os pobres, as mulheres e meninas, tenham capacidade para tomar decisões informadas sobre questões que afetam a sua vida quotidiana, com base no acesso a informações e conhecimentos relevantes, culturalmente adequados e sensíveis às questões de gênero.


  •  
  •