Uma volta por Marrakech: Conheça a fascinante cidade marroquina

4

Marrakech - Foto: Douglas Oliveira Douglas Oliveira, Por dentro da África 

Marrakech, Marrocos – Conhecida como a “cidade vermelha”, Marrakech é a quarta maior cidade do Marrocos, após Casablanca, Fez e Rabat. É considerada a mais importante das chamadas quatro cidades imperiais de Marrocos (as outras são Fez, Meknès e Rabat) e a que atrai mais turistas!

Para os turistas que saem do Brasil, o melhor roteiro é voar até Lisboa e, na capital portuguesa, fazer conexão para Marrakech. De Portugal, a companhia utilizada é a Portugalia Airlines (uma subsidiária da TAP para voos regionais). O voo de Lisboa até a cidade marroquina dura cerca de uma hora.

O aeroporto de Menara é lindo e tem uma ótima infraestrutura, mas o turista precisa tomar uma série de cuidados como não filmar ou fotografar nada que seja militar! Isso pode causar sérios problemas. Com exceção da área reservada, é tranquilo fazer quaisquer registros.

Os taxistas falam arábe, francês e inglês, embora um inglês bem sofrível…  Mas o importante é que é possível se comunicar do aeroporto até o hotel!

Pelas ruas…

 

Marrakech - Foto: Douglas Oliveira As ruas são tomadas pelos táxis de cor bege, geralmente, os modelos Uno e Logan. Como a cidade é turística, é muito comum avistarmos ônibus especiais para city tour, incluindo aqueles de dois andares muito comuns em metrópoles europeias! É desaconselhável para um turista alugar um carro em Marrakech, pois o trânsito é muito louco… Alguém pode estar dirigindo e, de repente,  pode aparecer um pedestre ou cliclista cruzando a avenida!

O trânsito chama a atenção também porque o velho e o novo convivem harmoniosamente. Em um semáforo, é  possível ver uma velha Mercedes Benz de 1975 e uma Mercedes Benz de 2012! Também é comum nos depararmos com charretes e carruagens que carregam turistas e moradores.

A Mesquita Koutoubia

Koutoubia quer dizer escritores. A mesquita tem esse nome porque era o local onde os marroquinos produziam livros e onde havia um mercado de livros bem próximo. Os marroquinos consideram essa mesquita a mais bela do norte da África! Ela foi construída pelo sultão Yacoub Al Mansour a partir de 1150 e só terminou 40 anos depois. É um ótimo programa para quem estiver fazendo turismo em Marrakech!

Marrakech 13Existe uma lenda ao redor das esferas de ouro que estão no topo do minarete onde, supostamente, a esposa do sultão Al Mansour ofereceu as suas jóias para derreter e construir o quarto globo, como compensação pela sua incapacidade de manter o jejum por um dia durante o Ramadã. Além dessa, existem muitas estórias sobre Koutoubia. Para descobrir mais sobre esse país tão fascinante só indo lá!

Visitando o SUK! 

Quem visita Marrakech não pode deixar de conhecer o SUK ou o mercado da cidade. O suk tem de tudo: desde produtos fabricados no próprio país até os MADE IN CHINA! É  uma verdadeira Torre de Babel… Um programa maravilhoso para fazer no suk é se perder nos corredores que mais parecem labirintos e encontrar coisas tão diferentes que nós nem sabíamos que existia! Eu, por exemplo, comprei um sapato daqueles do Alladin, com a ponta virada para trás. Procurei o tapete voador também mas esse não encontrei…

Marrakech 17Os vendedores são bem simpáticos e só faltam puxar o turista pelo braço para “vender o peixe”. Eles te oferecem de tudo e falam em muitas línguas… Aprendem umas três ou  quatro palavras em português, italiano, alemão e pronto! Em português, praticamente todos os vendedores sabem falar: BOM PREÇO, BARATO, NÃO É CARO! Depois disso, eles dizem ADEUS à língua portuguesa! Todos falam árabe e francês e muitos inglês!

Outra coisa que o brasileiro deve saber é que quando for comprar alguma coisa no suk, nunca se deve pagar o preço pedido pelo vendedor. É preciso barganhar, negociar!  Tem de falar que não aceita o valor cobrado porque está muito caro. Se você pagar o que eles pedem, eles ficam ofendidos porque isso tira o prazer da negociação.

Do lado externo do mercado também tem de tudo e uma das principais atrações para os turistas é assistir aos encantadores de serpentes. Durante a performance, o turista assiste ao encantador que toca flauta enquanto a serpente se move até ficar na vertical!  (As cobras são surdas, então não podem ouvir o encantador… Quando ele toca, elas sentem a vibração e se movimentam como se estivessem dançando).

Confira os vídeos abaixo!

O trânsito louco de Marrakech

 

Mercado de Marrakech

Douglas Oliveira é diretor de fotografia e trabalhou na África como correspondente para a imprensa brasileira 

Por dentro da África