Seção Teses e Monografias: Política Colonial em Angola: Da 1ª república ao Estado-novista de Salazar

1
  •  
  •  

angola_luandaTema: Política Colonial em Angola: Da 1ª república ao Estado-novista de Salazar

Universidade: CENTRO UNIVERSITARIO LA SALLE DO RIO DE JANEIRO

Curso de Licenciatura Plena em História

Aluno: RAFAEL MONTEIRO BIANCARDINI SILVA

Através das reuniões realizadas no Laboratório de África, no qual fiz parte durante quase toda minha produção acadêmica na UNILASALLE/RJ, senti a necessidade de construir um paralelo com os debates realizados nos encontros. As discussões que estabelecemos nos dois anos que participo do laboratório, contribuíram muito para me dedicar em pensar tais questões que trago no presente texto.

Nos dois capítulos deste trabalho, me dediquei em debater as principais ideias que envolveram todo um imaginário europeu sobre a África. No entanto, é sobre, particularmente, o imaginário português em estabelecer uma política colonial em Angola que me dedicarei no decorrer do texto. Estabeleci uma linha temporal para discorrer sobre o equivocado juízo que Portugal dedicou se referindo a África, ou seja, a completa ignorância em continuar com o insistente direito histórico das possessões ultramarinas desde a Monarquia Liberal no século XIX ao Estado Novo de Salazar no século XX.

angola mapaNo 1° capítulo me dedicarei aos primeiros momentos do estabelecimento português em África, ou seja, no século XIX, resultando, porém, na fraqueza de uma economia dependente, sendo sempre surpreendido pelas potências em enfraquecer sua autonomia política.

Viso compreender os primeiros contatos dos colonizados e colonizadores, além de analisar as motivações que trouxeram a corrida imperialista em África no século XIX. Busco, também, analisar os diferentes sentidos que motivaram essa corrida imperialista por parte dos portugueses, sendo de extrema importância mencionar o clarão que a Conferência de Berlim ofereceu para efetivar o controle da África, quando havia uma grande concorrência entre as nações.

No 2° capítulo, especificamente, procuro refletir sobre o assalto imperialista português em Angola no século XIX e XX. Contudo, focarei no debate da política colonial no século XX, na qual uniu toda uma série de empreendimentos de caráter nacionalista e racista. Através de autores, como por exemplo, Maria Paula Meneses e Maria da Conceição Neto, discutirei o embate teórico sobre as políticas coloniais desde a 1ª república ao Estado-novista de Salazar.

Para ler a monografia na íntegra, clique aqui – Política Colonial em Angola – Rafael Biancardini

Se você tiver uma tese ou monografia sobre temas relacionados à África, compartilhe o seu aprendizado conosco!

Por dentro da África


  •  
  •