ONU celebra Dia Mundial do Patrimônio Africano

0
  •  
  •  

Mount Kilimanjaro, Tanzania. Digital Vision/Thinkstock

Com informações da UNESCO

No dia 5 de maio, a UNESCO (Organização das Nações Unidas para Educação, Ciência e Cultura), celebra o Dia Mundial do Patrimônio Africano. Criada em 2015, a data tem como objetivo chamar a atenção para as riquezas culturais e naturais do continente africano que tem grande parte de seus sítios históricos listada como patrimônios sob risco.

De todas as inscrições patrimoniais da UNESCO, apenas 12% estão no continente africano. A região é considerada sub-representada. Deste total, 39% são listados como patrimônio sob perigo. A organização lembra que a África enfrenta várias ameaças como mudança climática, conflitos, caça furtiva, instabilidades e desenvolvimento descontrolado. Muitas das maravilhas africanas também correm risco de perderem seu status universal.

Para a agência da ONU, existe uma urgência em proteger o patrimônio africano. Ela acredita que o vasto potencial cultural e natural da África é uma força no combate à pobreza e para promover inovação e desenvolvimento sustentável. Muitas populações de elefantes africanos são pequenas e fragmentadas e não estão bem protegidas, tornando-as ainda mais vulneráveis à caça ilegal.

Com o Dia Internacional, a agência quer aumentar a conscientização global sobre a herança africana e estimular a manutenção eficiente de patrimônios históricos com uma mescla de educação, formação, pesquisa e informação assim como a participação de toda a comunidade.

*Em 16 de Novembro de 2015, a 38ª Sessão da Conferência Geral da UNESCO adotou uma resolução que proclamou o dia 5 de Maio como Dia do Patrimônio Mundial Africano, em conjunto com o 10º aniversário da decisão da UNESCO de criar o Fundo do Patrimônio Mundial Africano (AWHF).

Old Towns of Djenné (Mali) / Francesco Bandarin – UNESCO

  •  
  •