Olhares de Nampula: exposição virtual retrata comunidades

3

Por dentro da África

Nampula – Em junho de 2011, ela deixou o Brasil e foi renovar a sua dose de cultura africana, que ela conhece e vivencia desde a adolescência. Deborah Raposo é uma jovem que viveu quatro anos na África do Sul e dois em Moçambique, antes de retornar ao Brasil em 2010. A exposição virtual representa um momento importante na vida da fotógrafa profissional e estudante de Ciências Sociais.Deborah Raposo

– Entrei nas comunidades, acompanhei o dia a dia daquelas pessoas e foi quando, realmente, eu conheci Moçambique – lembra a africanista que aproveitou as férias de 2011 para acompanhar  a mãe em um trabalho de campo sobre aconselhamento e testagem do vírus HIV, que atinge 11 % da população do país de cerca de 24 milhões de habitantes.

Deborah passava os dias observando e, com o olhar sensível de quem carrega a África no coração, registrava expressões, atividades corriqueiras e o cotidiano de Nampula (que fica no norte do país). Ela não tinha um projeto em mente, mas sabia o que buscar: os olhos e o que eles poderiam dizer.

– Eram momentos tristes e felizes, momentos de estranhamento e de muita expectativa. Todos os rostos, todas as cores, tudo seguia o seu próprio ritmo, e eu só estava ali dando enquadramento às composições naturais da vida deles.

Confira a primeira exposição virtual (clique na foto para ampliá-la) da fotógrafa que já exibiu parte do seu acervo no projeto “Norte Comum” realizado no SESC (Serviço Social do Comércio) e na Quadra do Salgueiro, no Rio de Janeiro.

Por dentro da África