Editora Kapulana lança dois volumes dos livros infantis ‘Contos de Moçambique’

6

Com informações da editora Kapulana

Em março, dois novos volumes serão acrescentados à coleção de livros infantis ‘Contos de Moçambique’. Originalmente publicados em Moçambique, as obras da editora Kapulana revelam as riquezas das expressões populares, por meio de contos que inspiram o imaginário infantil e ampliam o conhecimento das culturas africanas.

A série apresenta histórias tradicionais recriadas com narrativas que revelam os múltiplos universos do país. Além dos textos, as páginas acompanham ilustrações de artistas moçambicanos e suas diversas manifestações, como as pinturas a óleo de Silva Dunduro em Na aldeia dos crocodilos e as esculturas maconde de Emanuel Lipanga na composição de O caçador de ossos. 

AS OBRAS

Em Na aldeia dos crocodilos (texto de Adelino Timóteo e pinturas de Silva Dunduro), Mandoguinhas e seu avô Boaventura vivem na localidade que dá título ao livro: uma terra fértil, onde tudo que é semeado cresce. O avô conta ao neto que os crocodilos que ficam na beira das águas não são animais, mas ubuntus (gente). O menino acha que o avô está alucinado devido à velhice, mas quando Boaventura desaparece no rio, Mandoguinhas tem que desvendar o mistério dos crocodilos. O conto foi inspirado no Vale do rio Zambeze, uma região em Moçambique onde ocorrem diversas manifestações tradicionais, sendo uma delas a da encarnação humana nos crocodilos.

O caçador de ossos (texto de Carlos dos Santos e esculturas de Emanuel Lipanga), Carlos dos Santos narra a história de Sinaportar, reconhecido como um grande caçador de sua aldeia. Sua fama era de egoísta e solitário, pois negava-se a caçar em grupo, sendo acompanhado apenas dos cachorros que havia herdado do pai, antigo e lendário caçador. Mas Sinaportar guardava um segredo da aldeia: ele não era caçador e dependia totalmente dos cães para capturar as presas. Certo dia, inesperadamente, os cães passam a se negar a caçar. Diante disto, Sinaportar deverá resolver a situação antes que o seu segredo seja revelado. Carlos retrata a trajetória do crescimento humano com temas que abrem discussões sobre as consequências das mentiras e o individualismo. “Este conto talvez seja a mais importante de todas as lições: que é saber aprender das ações dos outros do que querer ser melhores do que eles”, relatou o autor. As esculturas de Lipanga desenvolvem as dinâmicas do enredo e estampam as tradições artísticas moçambicanas.

‘CONTOS DE MOÇAMBIQUE’

A série Contos de Moçambique surgiu da colaboração entre a Escola Portuguesa de Moçambique e a Fundació Contes pel Món, de Barcelona, Espanha. A Editora Kapulana fez uma parceria com a Escola Portuguesa de Moçambique para publicar no Brasil a coleção, com o objetivo de apresentar ao leitor brasileiro um pouco da cultura moçambicana. A série é composta por dez volumes de contos da tradição oral de Moçambique. São histórias recontadas por renomados escritores e ilustradas por artistas de diversas expressões, como pintura, desenho, escultura, batique e artesanato.

NA ALDEIA DOS CROCODILOS

Série Contos de Moçambique

Autor: Adelino Timóteo

Pinturas: Silva Dunduro

Volume: 7

Idioma: Português (Br)

País de origem: Moçambique

Ano: 2018

Formato: Brochura

32 páginas

 

 

O CAÇADOR DE OSSOS

Série Contos de Moçambique

Autor: Carlos dos Santos

Esculturas: Emanuel Lipanga

Volume: 8

Idioma: Português (Br)

País de origem: Moçambique

Ano: 2018

Formato: Brochura

32 páginas

 


6 COMENTÁRIOS

  1. Estou interessado em adquirir os livros de contos infantis que serão lançados pela Editora Kapulana.
    É possível recebê-los via correio e pagar com boleto ou depósito em conta da Editora?
    Se possível, meu endereço:

    Carlos da Silva
    Rua Antônio Vendramim, 982
    CEP – 87704-180
    Paranavaí – Paraná (Brasil)

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here