Conversas sobre África: Relação entre Brasil e África é tema de debate em São Paulo

0
  •  
  •  

Conversas sobre ÁfricaSão Paulo – Na próxima quarta-feira, dia 4 de setembro, será realizado, no Sindicato dos Bancários de São Paulo, o primeiro debate do ciclo  “Conversas sobre África”. Organizado pelo Instituto Lula em parceria com o Sindicato dos Bancários de São Paulo, o encontro abordará a “Escravidão e trabalho compulsório no Brasil”.

Luiz Felipe de Alencastro, historiador brasileiro e estudioso, principalmente, das relações entre Brasil e África, ministrará a aula sobre temas como o retorno de escravos para a África, a transição da escravidão para alforria, os abusos além da escravidão e o tráfico de escravos.

O cientista político é também professor de História do Brasil e diretor do Centro de Estudos do Brasil e do Atlântico Sul na Universidade de Paris IV, da Sorbonne.

Em sua renomada obra O Trato dos Viventes, demonstra como a história brasileira e africana estão intimamente ligadas, já que o Brasil recebeu grande parte de todos os negros retirados da África na época da escravidão, o que representa cerca 4,5 milhões de pessoas.

– Temos na veia sangue angolano, congolês, em alta dose. A relação com a África é quase orgânica! – diz o pesquisador.

Segundo Celso Marcondes, coordenador-executivo para a Iniciativa África do Instituto Lula, o encontro propõe ajudar o processo de aproximação do Brasil com continente africano.

– Trazer estudiosos, especialistas, empresários e pessoas que realizam atividades na África, colabora substancialmente na troca de experiências e informações que enriquecem o debate e ajudam nas relações entre Brasil e África.

O evento a ser realizado às 17h30 é aberto a todos interessados no tema e as inscrições podem ser feitas pelo telefone: (11) 3188-5200.

O Sindicato dos Bancários de São Paulo fica na Rua São Bento, 413, Centro

Com informações do Instituto Lula 

 

  •  
  •