Campanha vai construir escola no Malawi. Você pode ajudar!

0
  •  
  •  

Foto de Arquivo Pessoal

Natalia da Luz, Por dentro da África

Em Chikwawa, no Malawi, voluntários trabalham para construir uma pré-escola que vai atender mais de 100 crianças. A partir de um financiamento coletivo, o colégio erguido com a força de três pedreiros já ganha contorno. Logo, abrigará crianças de 2 a 5 anos, mas não apenas isso. O projeto também vai garantir a merenda dos alunos e o salário dos professores por um ano.

-A única pré-escola da região está caindo aos pedaços. Por isso, nós, voluntários, junto de pessoas da comunidade, decidimos construir uma nova. Temos a mão de obra local, mas precisamos do material, disse ao Por dentro da África, o brasileiro Arthur Lanari, que faz parte do projeto.
Foto de Arquivo Pessoal
Foto de Arquivo Pessoal
 Tanzânia e Zâmbia.
Foto de Arquivo Pessoal
Arthur com as crianças – Foto de Arquivo Pessoal

-Eles são humildes e honestos. Estou vivendo uma experiência muito enriquecedora, diferente do que vivia antes. Aqui, eu tomo banho de balde, pego água no poço, como a mesma refeição com eles, bebo com eles nos bares locais, acompanho as crianças em diferentes atividades. É tudo muito simples e intenso – contou o carioca de 22 anos que, após uma temporada de trabalho, decidiu dedicar alguns meses para viajar, aprender e se doar.

No início, havia cinco voluntários, mas agora o projeto está sendo tocado por Arthur e Lorraine Gilmore, voluntária irlandesa que conseguiu arrecadar grande parte da verba para a construção da nova escola. Agora falta custear apenas 30% do projeto e você pode ajudar! O site já está no ar e pode receber a sua contribuição!

-Uma informação importante é que, na hora da doação, a pessoa deve colocar o valor na moeda local. Por exemplo, 1 real equivale a 200MK (Malawian Kwacha). Então, o brasileiro que quiser doar R$20 reais, deverá colocar o valor de 4000MK. O brasileiro que for doar em euro, basta colocar 5 euros se o valor escolhido por R$20,00 – explicou Arthur. 

Independente da Inglaterra desde 1964, o Malawi é um país localizado no sudeste da África com mais de 17 milhões de habitantes. O apelido carinhoso de “coração quente da África” não é à toa. Arthur conta que sorriso e afeto estão por todo lado.

Uma das riquezas de lá é o lago Malawi ou Niassa, terceiro mais extenso de África, que ocupa cerca de um quarto do país. No passado, o  primeiro contato mais intenso da população de Malawi com os europeus foi em 1859, com o grupo de David Livingstone (missionário e explorador britânico que se tornou famoso por ter sido um dos primeiros europeus a terem explorado o interior da África).

Saiba mais: Documentário destaca as belezas do Malawi

Foto de Arquivo Pessoal
Lorraine em sala de aula – Foto de Arquivo Pessoal

Vivendo em Chikwawa, Arthur descreve que a escola onde as crianças estudam não tem recursos básicos como mesas, cadeiras, livros e brinquedos educativos. A nova, além da infraestrutura, também contará com professores que terão seu salário garantido por um ano.

Plataforma para doar. Ajude também!

-Além de garantir uma boa educação para as crianças, a construção dessa escola vai mostrar que eles são capazes de construir algo grande juntos para beneficiar toda a comunidade – destacou Arthur.Foto de Arquivo Pessoal

 

 

 


  •  
  •