Angola: Cantor Waldemar Bastos morre aos 66 anos

0
  •  
  •  

Waldemar Bastos – Foto de Arquivo Pessoal

Referência da música angolana, o músico e compositor Waldemar Bastos morreu neste domingo (09/08), aos 66 anos.  Nascido em Mbanza-Kongo, na província do Zaire, o autor de ‘Pitanga Madura’, ‘Velha Chica’ e outros clássicos levou a bandeira de Angola para palcos de todo o mundo.

Em comunicado aos fãs, seus parentes escreveram “Com profunda tristeza e dor, a família informa a todos que conheciam e apreciavam a sua música, que Waldemar Bastos faleceu dia 9 de Agosto de 2020, vítima de doença prolongada. Ficaremos com eterna saudade, carinho e com o seu amor incondicional à família, em especial como Pai e Avô. Deixa a todos nós e em particular ao povo humilde de Angola o seu legado musical ímpar e de excelência.”

O angolano que vivia em Portugal, recebeu, no ano de 1999, o Award World Music e, no mesmo ano, Waldemar teve o seu o álbum ‘Preta Luz’ considerado uma das melhores obras da época. Antes disso, em 1983, ‘Estamos juntos’, seu álbum de estreia, tornou-se um sucesso internacional.

Em 2018, com cerca de 40 anos de carreira, Waldemar recebeu do governo angolano, o Prêmio Nacional de Cultura e Artes, na categoria Música.


  •  
  •