África Subsaariana perde bilhões de dólares com o casamento infantil

0

 

Foto de ‘Meninas não são Noivas’ – Divulgação

Com informações do Banco Mundial

Um novo relatório do Banco Mundial aponta que o casamento infantil custa aos países africanos dezenas de bilhões de dólares em lucros perdidos e capital humano. Na África Subsaariana, sete em cada dez meninas concluem o ensino primário, mas apenas quatro em cada dez completam o ensino secundário.

De acordo com o documento Educar as Meninas e Acabar com o Casamento Infantil: Uma Prioridade para a África, anualmente, mais de um terço das meninas na África Subsaariana se casam antes de completar 18 anos de idade. Hoje, a região tem a maior prevalência de casamento infantil no mundo.

Leia a reportagem especial em Por dentro da África

Em média, as mulheres que têm uma educação secundária são mais propensas a trabalhar e ganham o dobro das que não têm educação. As estimativas para 12 países – que representam metade da população do continente africano – sugerem que, através do seu impacto na educação das meninas, o casamento infantil custa a esses países 63 bilhões de dólares em lucros perdidos e capital humano.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here