Mais Médicos: Quilombolas em Pernambuco recebem atendimento permanente

0

Com informações da ONU

A cubana Yamila Cuevas Machado chegou ao Brasil em 2013 para trabalhar no Programa Mais Médicos. Alocada no município de Alagoinha, a 225km de Recife, a doutora ficou um ano no posto de saúde da cidade. Quando voltou de férias, pediu à Secretaria de Saúde do município para trabalhar na zona rural, atendendo a população três comunidades remanescentes de quilombos — Alverne, Laje do Carrapicho e Bom Sucesso.

“Minha tataravó chegou até aqui em um navio vindo da África, com um filho nos braços. Ela conseguiu fugir e veio andando, de Recife até aqui, e foi uma das fundadoras desse quilombo. Até hoje, Alverne é conhecida como ‘a Serra dos Negros’”, lembra.

Há pouco mais de um ano, a Fundação Cultural Palmares, instituição pública do governo federal do Brasil que é voltada para promoção e preservação da arte e da cultura afro-brasileiras, reconheceu oficialmente os três povoados como comunidades quilombolas. Na região moram aproximadamente 400 famílias.