Jane Goodall: Mais de 40 anos dedicados aos chimpanzés da Tanzânia

0
  •  
  •  

Jane e Freud – Divulgação

Durante mais de 40 anos, Jane Goodall, uma primatóloga, etóloga e antropóloga britânica, estudou a vida social e familiar dos chimpanzés em Gombe, Tanzânia. Os seus estudos contribuíram para o avanço dos conhecimentos sobre a aprendizagem social, o raciocínio e a cultura dos chimpanzés selvagens.

Jane - Divulgação
Jane – Divulgação

Em julho de 1960, com 26 anos, Jane Goodall viajou da Inglaterra para o que é agora a Tanzânia e corajosamente entrou no mundo pouco conhecido dos chimpanzés selvagens. Ela foi equipada com nada mais do que um notebook e um par de binóculos.

Cinco anos depois, em 1965, o Gombe Stream Research Center foi fundado para divulgar as descobertas revolucionárias de Jane Goodall sobre os chimpanzés. Considerado um laboratório vivo, lar de chimpanzés selvagens, a missão do Centro é operar uma estação de pesquisa para aprofundar os projetos de investigação de primatas.

Graças à divulgação da Ntanzania_gombe_map_03ational Geographic e outros especiais de televisão sobre Jane, livros de Jane e inúmeros escritos sobre sua vida e obra, os chimpanzés de Gombe são conhecidos em todo o mundo. O centro também abriga um fluxo regular de pesquisadores visitantes que realizam pesquisas básica e aplicada, explorando relações entre pais e filhos. Um dos estudos críticos em curso procura entender a história natural do HIV.

Saiba mais sobre o trabalho de Jane aqui 


  •  
  •