Covid-19: Continente africano se prepara para vacinação

0
  •  
  •  

Vaccination in Africa – OMS

Com informações da OMS

Durante reunião da Organização Mundial de Saúde (OMS) no dia 17 de fevereiro, foi dado um passo significativo no combate à Covid-19 no continente africano. O planos nacionais de implantação e imunização em 35 países africanos de baixo rendimento elegíveis para vacinas gratuitas das instalações da COVAX foram aceitos por um comitê de revisão regional independente.

Os planos são necessários para que os países recebam vacinas da COVAX, a iniciativa global para assegurar acesso justo às vacinas COVID-19 liderada pela OMS (Gavi, Vaccine Alliance e The Coalition for Epidemic Preparedness Innovations).

O comitê regional com mais de 100 peritos de seis importantes organismos mundiais de saúde pública certificou os planos de implantação e apelou para a criação de sistemas para gerir a logística e a cadeia de fornecimento de vacinas.

“A África está a acelerar o processo de implantação das vacinas COVID-19 e esses planos de preparação ajudarão a assegurar que os países africanos possam começar a imunizar rapidamente as pessoas mais vulneráveis. Um planejamento meticuloso é fundamental para assegurar que as vacinas cheguem a todos os grupos prioritários”, disse Matshidiso Moeti, Diretor Regional da OMS para África.

A iniciativa de lançar as vacinas Covid-19 acontece no momento em que novas variantes do vírus se espalham por todo o continente. Em todos os países africanos que detectaram as novas variantes, a pandemia propagou-se mais rapidamente durante a segunda onda. A variante 501Y.V2 [também conhecida como B1.351] identificada pela primeira vez na África do Sul é predominante na África do Sul e Zâmbia, mas foi detectada num total de nove nações africanas, incluindo Botswana, Comores, Gana, Quênia, Moçambique, África do Sul, Tanzânia, Zâmbia e Zimbábue.

“A COVAX está aberta ao comércio. Graças a vias seguras de fornecimento através de acordos de fabricantes e partilha de doses, clareza nas previsões de fornecimento globais e regionais e financiamento adicional – o mundo tem agora o seu caminho mais claro até ao fim da fase aguda desta pandemia, a nível global”, disse Thabani Maphosa, Director Executivo, Programas Nacionais, GAVI.


  •  
  •