Continente africano está próximo de erradicar a poliomielite

0
  •  
  •  

 

Vacinação contra a Polio – UNICEF/Henry Bongyereirwe

Com informações da Organização Mundial da Saúde

A Comissão Regional Africana de Certificação (ARCC) para a erradicação da poliomielite selvagem realizou visitas de campo em 47 países da região para verificar a ausência do vírus selvagem da poliomielite, assegurando ao mesmo tempo que a vigilância da doença está a decorrer de acordo com o padrão de certificação.
 
Em março, em sua última visita de verificação de campo na Nigéria, o ARCC esteve em  instalações sanitárias nos estados de Kwara, Kogi (Zona Centro Norte); Borno e Bauchi (Zona Nordeste); e Kano e Sokoto (Zona Noroeste).
 
“Esta visita de verificação é uma oportunidade para a Nigéria demonstrar ao resto do mundo que está prestes a terminar o capítulo do poliovírus selvagem da sua história. O vírus paralisou milhares e matou dezenas de nigerianos durante décadas. Hoje, o país está muito entusiasmado com as perspectivas deste feito histórico”, disse o Dr. Faisal Shuaib, Diretor Executivo da Agência Nacional de Saúde Pública e Desenvolvimento da Nigéria.

 

A comissão finalizará a revisão da documentação dos quatro países em junho, antes de tomar sua decisão final sobre a certificação da erradicação do poliovírus selvagem.

Nenhum vírus selvagem da poliomielite foi detectado em nenhum lugar da África desde 2016. Isto contrasta fortemente com 1996, quando o vírus selvagem paralisou mais de 75 mil crianças em todos os países do continente.

Os principais requisitos para a certificação da região são que nenhuma transmissão de poliovírus selvagem seja detectada durante um mínimo de três anos consecutivos em todos os países da região e que exista um padrão de certificação de alta qualidade de vigilância de paralisia flácida aguda em todos os países durante esses três anos. Além disso, os países devem manter uma alta cobertura de imunização para a vacina oral da pólio, ter um plano nacional robusto de preparação e resposta ao surto de pólio e um Comitê Nacional de Certificação da Pólio funcional.

A pólio é uma doença altamente infecciosa causada por um vírus que afeta principalmente crianças com menos de cinco anos de idade. Ela invade o sistema nervoso e pode causar paralisia total em questão de horas. Entre os paralisados, 5% a 10% morrem quando seus músculos respiratórios ficam imobilizados.

 


  •  
  •