África em Verso: Cantares de Sulamita

0

Foto de Joana Choumali
Foto de Joana Choumali

Elisabete Nascimento, Por dentro da África

Sou Sulamita do Ébano e por isso formosa.
O sol resplandeceu sobre mim e muitos me desprezaram.
Mas as vinhas têm minhas digitais e dos meus pés os vinhos nascem em poesias.
Na seara de açúcar tem cana e garapa do suor de corpos crestados.
E também leite de ama nas artérias da nobreza.
Muitos lucraram com o nosso corpo, sem pagar.
Mas o meu amor é para ti e o teu é para mim, desde os Cânticos dos Cânticos.

Eu sou a Rosa de Saron, Lírio do Níger entre os abutres e os espinhos.
O meu amado é um ramalhete em minha casa de videiras.
Passas, maçãs e uvas nos alimentam, em meu púbis sirvo-te tâmaras aromáticas.
Melhores que o vinho são teus beijos. Me dão asas sobres as tenebrosas falésias.
Porque tu me amas e os nossos cânticos derrubam a crença superior dos cáucasos.
Nossas vinhas estão florindo e tu não permites que os algozes as ameacem.
É tempo de cantares contra os infortúnios dos milênios
E os exércitos dos déspotas enfurecidos, pois é o amor que faz florescer as vinhas.

Minhas curvas e boca são para ti e, além dos beijos, vem cantar contra os cativeiros.
Tu apascentas a minha alma, e destronas o varão dos seus prestígios e privilégios
Ao resistir a exuberância das concubinas e de toda posse.
Cálamo, Canela e Aloé nos perfumam e, entre mirras, morrerás entre meus seios.
Bosque és meu amado, onde à tua sombra, embaixo e em cima me regozijo.
Em nosso umbigo, cicatriz e memória de uma existência feliz,
Tragamos a última gota de êxtase destes cantares.
E tu sussurras-me antífona entre gemidos sagrados.
Sinos soam versículos ígneos.
No monte de Vênus e de trigo, te sirvo lírios e um cálice transbordando em versos.
Exalam odores, amadeirados, e em nosso graal deitamos, como em covas, sementes:
A esperança de plantar em meu ventre a perfeição entre mim e meu amado: cânticos.

Elisabete Nascimento é Doutora em Ciência da Literatura e Mestre em
Semiologia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, é especialista em
História da África e do negro Brasil pela PUC


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here